Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vivências Anormais

Aqui está ele, o meu novo blog (visto que o outro deixou de funcionar). Sempre gostei de escrever e muito mais de ler, por isso resolvi criar algo que eu pudesse partilhar com o resto do mundo. Textos, histórias, fantasias..Venham conhecer!

Vivências Anormais

Aqui está ele, o meu novo blog (visto que o outro deixou de funcionar). Sempre gostei de escrever e muito mais de ler, por isso resolvi criar algo que eu pudesse partilhar com o resto do mundo. Textos, histórias, fantasias..Venham conhecer!

Pensar que...

 

Há algum tempo que ando a pensar nisto, num post que, apesar de parecer totalmente deprimido acaba por ser o contrário. Como todos sabem, com o passar dos anos acabamos por pensar que o nosso fim está a chegar certo? Que o nosso tempo neste planeta está destinada apenas a uma coisa: morrer. Bem, ao pensar nisto, lembrei-me de algo funda mental.

 

Pensar: "O meu fim está a chegar" é talvez a ferramenta mais importante que uma pessoa pode possuir. E porquê perguntam-me vocês. É a ferramenta mais importante na nossa vida porque permite-nos fazer escolhas. Sei que parece estúpido, afinal de contas como é que pensar na morte ajuda-nos a decidir algo? Bem, não ajuda totalmente mas se pensarem bem, verão que existe uma certa lógica (embora completamente atroz) aquilo que estou a dizer. Quase tudo - as esperanças que temos, o orgulho, o receio de falhar e até a própria falhança - são coisas que acabam por desvanecer quando confrontados com a morte, deixando apenas aquilo que é importante: nós.

 

Ao pensar que vais morrer (eventualmente) é a melhor forma de evitar a armadilha de que vais perder algo. Afinal de contas, já te encontras basicamente nu e, por esse motivo, não há forma senão seguir o que te vai no coração e na alma.

 

Somos todos fruto das nossas decisões. A morte... Bem, a morte acaba por ser uma delas.

1 comentário

Comentar post